Rádio Monteiro - Online

Jornalista da Record é preso após extorsão a vice-prefeito

Marcelo Neves, do "Balanço Geral", tentou extorquir vice-prefeito

O repórter Marcelo Neves, que fazia parte da equipe do "Balanço Geral" da Record Brasília, foi preso nesta semana pelo crime de extorsão.

Neves tinha imagens de uma confusão que envolvia o Carlos André Rodrigues, filho de Franciso Valter Araujo (PSOL), vice-prefeito de Santo Antônio do Descoberto, pequena cidade do Goiás e localizada no Entorno do Distrito Federal.

No caso em questão, a Polícia solicitou para o carro em que o filho do vice-prefeito estava acompanhado de outros dois amigos parasse. Como o carro não parou, os policiais decidiram atirar e, ao terem a situação sob controle, encontraram uma arma dentro do veículo.

Os três rapazes foram encaminhados à delegacia e Marcelo Neves acompanhou o caso. Foram feitas imagens do bate-boca entre o Francisco Valter e os agentes da polícia. Segundo Valter, os policiais teriam tentado agredir seu filho.

Um pouco mais tarde, o jornalista da Record entrou em contato com o gabinete do vice-prefeito insinuando que estava sendo pressionado para divulgar o material mas que não o faria em troca de R$ 3 mil. Orientado pela polícia, Francisco Valter preparou uma armadilha. Ele instalou câmeras em seu gabinete e convidou o repórter para uma conversa.

Após Neves deixar a sala já com o montante em mãos, a polícia lhe deu voz de prisão. Horas mais tarde, por entenderem que o crime não se tratava de um flagrante, os policiais liberaram o repórter, que foi demitido na sequência. Ele responderá pelo crime de extorsão, o qual tem pena de quatro a 10 anos de reclusão.

0 comentários:

Postar um comentário