Rádio Monteiro - Online

Felipão convoca Brasil para Copa sem surpresas e inclui paraibano Hulk

Novo levantamento mostra Cariri Ligado entre os sites mais acessasos da Paraíba

Estão definidos os 23 jogadores que terão a missão de, em casa, conquistar o sexto título mundial da seleção brasileira. O técnico Luiz Felipe Scolari divulgou nesta quarta-feira a lista de convocados para a Copa do Mundo. E a surpresa passou longe da relação, que manteve a base da Copa das Confederações com acréscimo de alguns nomes que ganharam a confiança de Felipão na reta final.
Antes mesmo da divulgação dos nomes, haviam poucas dúvidas sobre a convocação brasileira para a Copa. O goleiro Victor, o zagueiro Henrique e os meio-campistas Fernandinho e Hernanes ficaram com as vagas consideradas ‘em aberto’. Nenhum dos casos pode ser considerado uma surpresa.
O discurso sobre a importância de jogadores experientes em Copas não cativou Felipão. Dos 23 convocados, 17 disputarão o torneio pela primeira vez. Apenas o goleiro Julio Cesar, os laterais Daniel Alves e Maicon, o zagueiro Thiago Silva, o volante Ramires e o atacante Fred já participaram de um Mundial.
Felipão optou por deixar fora os veteranos ‘medalhões’ e praticamente encerrou o ciclo destes jogadores com a camisa da seleção brasileira. Ronaldinho Gaúcho, Kaká e Robinho, estrelas de convocações para outras Copas e que chegaram a ser testados pelo técnico em amistosos, verão o Mundial do Brasil pela televisão.
Outros dois nomes badalados do ciclo entre Copas também ficam fora da relação. Reserva na Copa das Confederações, Lucas não deslanchou no Paris Saint-Germain e já não havia sido convocado por Felipão nos últimos amistosos. Já Paulo Henrique Ganso, cuja ausência causou cobranças a Dunga no último Mundial, não foi lembrado pelo atual treinador em nenhum momento.
Nada menos que 16 atletas da nova ‘Família Scolari’ estiveram na conquista da Copa das Confederações em 2013. Os outros sete convocados conquistaram a confiança do treinador nos últimos amistosos preparatórios. Como Fernandinho, chamado apenas para o teste final contra a África do Sul, em março, e que ficou para a lista do Mundial. Nenhum atleta que não havia sido chamado anteriormente foi convocado.
“Que nós tenhamos um norte. Seguimos em direção ao que mais desejamos, que é conquistar o Mundial. Independentemente das escolhas que cada um podem ter, que os 23 possam ser muito bem recebidos. Tenho certeza que eles vão fazer o melhor possível para conseguir seus objetivos”, disse Felipão.
Se Julio Cesar e Jefferson estavam confirmados, Victor ficou com a vaga de terceiro goleiro. Nas laterais, Maicon e Maxwell ganharam a disputa com Rafinha e Filipe Luis e se juntam aos ‘intocáveis’ Daniel Alves e Marcelo.
Titulares absolutos, os zagueiros Thiago Silva e David Luiz eram nomes certos na convocação, assim como o reserva imediato Dante. A quarta vaga da defesa ficou com o ex-palmeirense Henrique, que desbancou a concorrência de Marquinhos, Réver, Dedé e Miranda.
A briga mais acirrada estava no meio-campo. Paulinho, Oscar, Ramires e Willian já tinham convocação confirmada por Felipão e Luiz Gustavo estava praticamente garantido. Restavam duas vagas para cinco candidatos. E foram preenchidas por Fernandinho, que conquistou sua vaga com a boa atuação contra a África do Sul, e Hernanes. Lucas Leiva, Lucas e Jadson, chamados em outras oportunidades, ficaram pelo caminho.
Já o ataque não terá surpresas e será o mesmo que brilhou na Copa das Confederações. Fred, Neymar, Hulk, Bernard e Jô foram os chamados por Scolari para a função.
Além dos 23 nomes divulgados nesta quarta, Felipão terá que entregar à Fifa uma relação de sete jogadores que podem ser chamados para substituir algum lesionado até a Copa. O treinador, porém, não irá divulgar os relacionados.
A preparação da seleção brasileira para a Copa do Mundo terá início no dia 26 de maio, com a apresentação dos jogadores na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). Nos primeiros dias os jogadores passarão por exames médicos e testes psicológicos. Os treinos começam para valer em 29 de maio. Antes do Mundial, os comandados de Felipão farão amistosos contra Panamá (3 de junho, em Goiânia) e Sérvia (6 de junho, em São Paulo).
País-sede, o Brasil abre a Copa do Mundo no dia 12 de junho, contra a Croácia, às 17h (horário de Brasília), no Itaquerão, em São Paulo. A seleção ainda terá como adversários na primeira fase o México (17 de junho, em Fortaleza) e Camarões (23 de junho, em Brasília).

0 comentários:

Postar um comentário