Rádio Monteiro - Online

Monteiro intensifica vacinação contra HPV em adolescentes de 9 a 11 anos

A Secretaria de Saúde de Monteiro iniciou desde o final de março as etapas de mobilização para a campanha de vacinação contra o HPV (Papilomavírus humano), que infecta a pele e mucosas e pode causar câncer do colo de útero e verrugas genitais. Inicialmente, uma campanha de conscientização foi realizada junto aos pais das adolescentes, que precisam autorizar a aplicação da vacina e neste início de abril, as jovens já receberão a primeira dose. Ao todo, a expectativa da Secretaria de Saúde é vacinar 675 meninas de 09 a 11 anos.

Desde as últimas semanas de março, técnicos do Nasf foram até as escolas estaduais, municipais e particulares e promoveram reuniões com os pais das adolescentes. O objetivo era mostrá-los a importância da vacina para as adolescentes, que mesmo que não tenha vida sexual ativa, precisam se prevenir para esse momento.

Ao longo deste mês de abril, todas as adolescentes receberão a vacina na própria unidade escolar em que estuda. Após seis meses, em outubro deste ano, as mesmas jovens receberão a segunda dose, ainda na escola. Cinco anos depois, as adolescentes deverão tomar a terceira dose, aplicada nas unidades de saúde as quais pertencem.

Diferentemente do ano de implantação da campanha pelo Ministério da Saúde, em 2014, nesta nova fase a vacina não ocorrerá em adolescentes de 11 a 13 anos e sim na faixa etária de 09 a 11 anos. A vacina tem 98,8% de eficácia, pois a mesma é quadrivalente, ou seja, imuniza as meninas contra os 2 tipos de vírus que provocam as verrugas genitais (HPV) e contra dois tipos que provocam o câncer de colo do útero.

De acordo com Anderson Leite, coordenador da Nasf de Monteiro, os pais dos alunos monteirenses compreenderam a mensagem da Secretaria de Saúde e da importância da prevenção e assinaram os termos autorizando a aplicação das vacinas em suas adolescentes. Um problema, entretanto, detectado pelos técnicos da saúde foi o pequeno número de pais que participaram das reuniões. Segundo Anderson, fichas de autorização ficaram em poder da direção de cada escola, para que ao longo deste mês os mesmos busquem se informar quanto à campanha e autorizem suas filhas a tomarem a vacina. “A prevenção é sempre a melhor e mais barata saída”, pontuou o coordenador.

Importância de vacinar na adolescência

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina da HPV é muito segura desenvolvida por engenharia genética. Sua aplicação em adolescentes com idade entre 9 e 11 anos se dá porque estudos mostram que nessa faixa etária, a aplicação da vacina tem maior eficácia, uma vez que há maior produção de anticorpos contra o HPV.

0 comentários:

Postar um comentário