Rádio Monteiro - Online

Comunidades rurais de Sumé são beneficiadas com barragens subterrâneas

O Município de Sumé, numa parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura Municipal, estão beneficiando cinco comunidades da zona rural, com a construção de barragens subterrâneas.
A obra faz parte do Programa Água Viva, do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase) e irá beneficiar 35 famílias das comunidades rurais de Santa Rosa, Maracajá, Oiti, Assentamento Saco e Assentamento Mandacaru.

As barragens já estão praticamente finalizadas no Sítio Santa Rosa, Assentamento Saco e Oiti. O agricultor José Clarindo, do sítio Saco, diz que a sua propriedade está em escassez de água e a barragem subterrânea irá ajudar a melhorar o plantio, fazer forragem para os animais e diminuir os custos, considerando que toda semana ele gasta R$ 105,00 com a compra de ração.

“Pela barragem que foi feita eu acho que vai melhorar muito nossa vida. Ser contemplado com esse projeto nos deixou muito satisfeitos. Agradeço ao governador e ao prefeito doutor Neto que me ajudaram a conseguir esse benefício”, afirmou.

Maria Helena, do Sítio Riacho da Roça, também mostrou-se satisfeita com o que está recebendo. “É um sonho que eu estou realizando. Agora que veio o kit completo ficou melhor ainda. A partir do momento que chover, esse problema de água vai ser eliminado por um bom tempo, vamos poder captar água na barragem e armazenar”, disse Maria Helena.

As barragens subterrâneas tem a estrutura de um poço tubular, uma caixa d’água de cinco mil litros, um kit de irrigação por gotejamento, um sistema de energia solar e dez mil folhas de palma resistente à praga da cochonilha do carmim para o agricultor alimentar o rebanho e manter a forragem em tempos de estiagem.

As barragens possuem uma profundidade de 4,5 metros, uma vala de 1,50 metros de largura e 40 metros de comprimento. O volume hídrico aproximado é de 400 m³.

Os kits que acompanham as barragens e poços são sistemas de exploração com uso da energia solar no bombeamento da água para subirrigação por gotejamento.

A Prefeitura de Sumé tem buscado projetos junto ao Governo do Estado para tentar amenizar os efeitos da seca e ajudar o homem do campo a sobreviver em meio ao problema, buscando as ações disponibilizadas pelo Procase e outros programas.

Através de convênio firmado entre as partes, o Governo do Estado disponibilizou dois carros pipa para abastecer a zona rural, além de ações com distribuição de ração e a contemplação com o Programa Segunda Água, que vai possibilitar a construção de 45 cisternas calçadão, 15 cisternas enxurrada e mais cinco barragens subterrâneas.

Pelo Programa Viva Água, ainda há a previsão da construção de mais 20 barragens subterrâneas.

A indicação das comunidades contempladas pelas barragens do Procase é feita através do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS). Também existe a prerrogativa de que haja viabilidade no local, produção no campo e uma localização geográfica que possa alcançar um maior número de famílias para serem beneficiadas com a água.

0 comentários:

Postar um comentário