Rádio Monteiro - Online

Rota Cariri Cultural será lançada neste sábado em Monteiro

A cidade de Monteiro, no Cariri paraibano, ganhará mais um incremento à economia criativa, trabalhando em parceria com os empreendedores da cadeia produtiva do turismo. É a Rota Cariri Cultural – “entre pedras e veredas”, um projeto criado para encantar a todos. A Rota será lançada neste sábado (28), no Assentamento Santa Catarina, na zona rural do município, mostrando as moradas de três mestres da cultura popular, Zabé da Loca, Espedito de Mocinha e João de Amélia, além de outros três pontos.

Os locais são de extrema beleza, que propiciam caminhadas, contato com o artesanato local, natureza e o convívio com os artistas, poetas, cantadores e dançarinos da fazenda. A Rota começa na casa de João de Amélia, Laje das Moças, casa de Espedito de Mocinha, complexo Zabé da Loca (restaurante e museu), Laje de Nevinha e Pedra da Lua. Segundo a gerente do Sebrae em Monteiro, Madalena Arruda, o Assentamento já recebe o ano inteiro visitantes do Brasil e do Exterior.

“Só estamos oficializando um roteiro natural, que surgiu há décadas para pesquisadores e amantes da natureza. A perfeição natural do local envolve o visitante desde a entrada. A rota Cariri Cultural apresentará os mestres e pontos de visitação como reverência à oralidade, à arte e ao povo do Cariri. Descendentes de franceses e índios, os moradores são a verdadeira riqueza antropológica local. Mas a riqueza da biodiversidade também chama a atenção”, disse.

Madalena falou que a equipe do Sebrae e os empreendedores trabalharam no projeto, que é uma realização do Fórum de Desenvolvimento Sustentável do Cariri e parceiros. “Capacitamos os moradores para o turismo rural sustentável e conseguimos o envolvimento total da comunidade”, falou. Segundo ela, a Rota pretende movimentar a cena artística local e difundindo os mestres da cultura popular que ainda vivem no Assentamento. O novo roteiro pretende ainda diversificar a oferta de produtos da economia criativa local.

A pifeira Zabé da Loca foi citada recentemente num evento econômico como um importante ícone da economia criativa, que valoriza produtos e serviços da cultura, como o artesanato e as artes. Apresentar aos visitantes riquezas como a renda renascença, que foi trazida para o Nordeste por freiras francesas no mais discreto segredo do século 19, é uma das metas do projeto. O artesanato difundiu-se entre os moradores de Pernambuco e no Cariri paraibano.

Quase dois séculos depois ainda se faz a renda renascença e se difunde o artesanato como um dos mais ricos do Estado. Para descobrir mais relíquias como esta, o visitante tem que andar pelas veredas, os estreitos caminhos dessa terra avermelhada, enfeitada por milhares de pedras. O parceiros desse projeto são, além do Sebrae em Monteiro, a prefeitura municipal, Associação Zabé da Local, Cooperativa de Turismo e Lazer Paraíso da Serra, vários empreendimentos de turismo e principalmente os moradores do Assentamento.

Natureza – Árvores como a barriguda podem ser apreciadas por todo o trajeto da Rota. Pedras arredondadas, em formatos inusitados, em altas serras, criam lajedos e misturam-se à vegetação. A mata é serrana, fechada, com diversas espécies vegetais. À tarde, quando o sol deixa tudo alaranjado, com a inigualável luz do Cariri, é a hora dos bichos. Morada de felinos de médio porte, como a onça parda, o gato do mato ou mirim e dos caninos como a raposa, o Assentamento é um extrato do Cariri, território dos Estados do Ceará e Paraíba.

A rota Cariri Cultural ensina aos moradores que a conservação é de interesse público, pelo valor histórico, arqueológico, etnográfico, bibliográfico e artístico do local. A ideia de formar um roteiro cultural no Assentamento Santa Catarina surgiu das reuniões do Fórum de Desenvolvimento, formado com os protagonistas da cultura e do turismo local. Houve a percepção do potencial turístico cultural da região e principalmente no Assentamento.

A cidade de Monteiro conta com teatros, casarios, shows, festivais, manifestações folclóricas e principalmente a convivência com a comunidade local. “A rota será do turista que atua no campo das ideias, de crenças e costumes, como também quem tem interesse nas artes. A organização da rota Cariri Cultural foi do trade turístico, formado pelos meios de hospedagens, restaurantes, entre outros”, disse a agente de desenvolvimento do Sebrae, Eliane Cristina Flor.

Programação
17h – abertura oficial;
17h30 – apresentações culturais;
18h – apresentação da Rota e coroação da rainha do pífano, Zabé da Loca;
18h30 – documentário sobre a pifeira Zabé da Loca;
19h – jantar ao som de grupos de artistas locais;
19h30 – encerramento com Lual na Loca.

0 comentários:

Postar um comentário