Rádio Monteiro - Online

Fundador do WhatsApp diz que país se isola do mundo após bloqueio

Jan Koum, cofundador e presidente-executivo do WhatsApp, declarou na madrugada desta quinta-feira (17), em uma publicação do Facebook compartilhada mais de duas mil vezes, seu descontentamento com a decisão da Justiça de São Paulo ter determinado o bloqueio do WhatsApp por 48 horas em todo o país. A ordem de bloqueio foi solicitada pela 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo e teve início às 0h de hoje.

“Nós estamos decepcionados com a decisão míope de bloquear o acesso ao WhatsApp, uma ferramenta de comunicação que tantos brasileiros vieram a depender, e tristes de ver o Brasil se isolando do resto do mundo”, disse.

Não somente Koum, mas também internautas do mundo inteiro não concordam com a decisão judiciária de bloquear o uso do aplicativo em território nacional. Como já apurado pela imprensa, a Justiça em São Bernardo do Campo quer manter o bloqueio do aplicativo devido a uma investigação criminal.

Sem ter para onde correr, as operadoras de telefonia foram obrigadas a cumprirem a decisão judiciária e aquela que não o fizesse correria o risco de multa, além de que seus representantes poderiam ser presos.

O WhatsApp deixou de funcionar por volta das 23h30 da quarta-feira, 16, e mesmo mensagens utilizando somente conexão Wi-Fi não eram enviadas.

0 comentários:

Postar um comentário