Rádio Monteiro - Online

Semana Nacional de combate à Dengue conscientiza população de Monteiro sobre prevenção

Na cidade de Monteiro, a Secretaria de Saúde através da Vigilância em Saúde com total apoio dos Agentes de Combate à Endemias, o combate ao mosquito Aedes aegypti é feito de forma constante durante todo o ano através de visitas às residências.

A cidade possui aproximadamente 35 mil habitantes e é com este número que existe a preocupação para que se tenha o menor número possível de casos de dengue. E na Semana Nacional de Mobilização no combate ao mosquito, são as crianças que vão receber orientações de como evitar a proliferação do transmissor da dengue, zika e chikungunya.
A coordenadora da Vigilância em Saúde, Silvana Silva, enfatiza que é de extrema necessidade formar uma cultura de prevenção principalmente iniciando pelas crianças. “Esta é a maneira mais segura de acabar com os focos do mosquito. Nosso objetivo não só nesta semana, mas ao longo de todo a ano é despertarmos nos pequenos um hábito em que eles próprios estimulem os pais nos cuidados dentro da casa”.

Nesta semana, as crianças das escolas municipais estão recebendo orientações especiais, que colocam em prática tanto em suas casas com nos vizinhos. Ação se dar por meio de palestras, vídeos educativos, apresentação de slides, gincanas com premiações para as equipes que estiverem mais afinadas sobre o combate ao mosquito, tudo isso como formas de estímulo.

Os temas abordados com as crianças e adolescentes serão, primeiramente, a introdução com uma palestra que englobará os assuntos: “Sempre é hora de combater à dengue”, a Função dos Agentes de Endemias no combate ao mosquito Aedes, A importância da população na adoção de hábitos diários de prevenção, Contribuição dos alunos e da escola como agentes multiplicadores e por fim, As formas de prevenção.

Ainda como forma de informar e conscientizar a população, a coordenadora Silvana Maria e alguns Agentes de Endemias concederão entrevistas nas rádios da cidade ao longo da semana.

Prevenção

Para manter a população livre do Aedes Aegyti – mosquito que transmite a dengue, a chinkungunya e a zika – é necessário eliminar toda a água parada. Manter calhas sempre limpas, garrafas viradas para baixo, lixeiras fechadas e tonéis e caixas d’água tampadas são iniciativas importantes.

0 comentários:

Postar um comentário