Header Ads Widget

Ticker

6/recent/ticker-posts

Escola Municipal Maria do Socorro Aragão inicia Projeto Reciclar em Monteiro

Alunos da Escola Maria do Socorro Aragão deram início na última semana ao Projeto Reciclar, que tem o objetivo de ensinar aos alunos a realizar a coleta seletiva do lixo de forma adequada para o meio ambiente, separando o lixo Orgânico, Reciclável e Rejeitos.

Com a iniciativa da equipe de apoio da escola, foram confeccionados três coletores de lixo com informações impressas em cada um recipiente para que o descarte seja correto. Os coletores despertaram nos professores o interesse em mostrar a importância e levar esse conhecimento para os alunos, sendo desta forma criado o Projeto Reciclar na Escola, com o intuito principal de ensinar a melhor maneira de separar o lixo produzido por cada cidadão.

Entre as atividades realizadas estão: a manutenção das salas de aula com o não descarte de papel ou qualquer outro tipo de lixo no piso da sala, sedo esses descartados em sua lixeira respectiva, além da observação do descarte correto em toda a área que compõe a escola. Além disso, estão sendo ministradas palestras de orientação e conscientização diária com as turmas, para que essa atividade não fique apenas na escola, e que seja usada no dia a dia dos alunos.

Para o Professor Evilázio Gonçalves, que junto com os demais profissionais abraçou a ideia, esse é um projeto muito importante para o meio ambiente e para a nossa saúde e deve ser seguido por todos, não só na escola, mas também no dia a dia, em nossas casas e nas ruas da nossa cidade. “É um projeto muito importante para nosso município e em especial para nossa escola, e que deve ser seguido por todos, pois nos da qualidade de vida com mais saúde e claro ajudando o meio ambiente”, disse Evilázio

Ele lembra ainda que esse projeto é do MPE-PB, e que tem a cidade de monteiro como escolhida para dar início ao movimento, e que, se depender da escola, será um projeto contínuo, aplicado diariamente com os alunos. “ Esse é um projeto do MPE-PB, e Monteiro foi escolhida para dar início a esse projeto e nós faremos a nossa parte todos os dias com os nossos alunos”, lembrou Evilázio.

Em relação ao Lixo, para se entender a magnitude da gravidade, dos 223 municípios, apenas 13 possuem aterro sanitário. Outros 19 recorrem a cidades parceiras para dar destino aos resíduos sólidos produzidos pela população local. Já o descarte inadequado dos resíduos sólidos provoca uma série de problemas, principalmente à saúde pública e também ao meio ambiente. Um deles é a contaminação do solo e dos rios. A proliferação de insetos e animais transmissores de doenças também é uma realidade nas áreas próximas aos lixões.Em Monteiro: Escola Municipal Maria do Socorro Aragão inicia Projeto Reciclar

Alunos da Escola Maria do Socorro Aragão deram início na última semana ao Projeto Reciclar, que tem o objetivo de ensinar aos alunos a realizar a coleta seletiva do lixo de forma adequada para o meio ambiente, separando o lixo Orgânico, Reciclável e Rejeitos.

Com a iniciativa da equipe de apoio da escola, foram confeccionados três coletores de lixo com informações impressas em cada um recipiente para que o descarte seja correto. Os coletores despertaram nos professores o interesse em mostrar a importância e levar esse conhecimento para os alunos, sendo desta forma criado o Projeto Reciclar na Escola, com o intuito principal de ensinar a melhor maneira de separar o lixo produzido por cada cidadão.

Entre as atividades realizadas estão: a manutenção das salas de aula com o não descarte de papel ou qualquer outro tipo de lixo no piso da sala, sedo esses descartados em sua lixeira respectiva, além da observação do descarte correto em toda a área que compõe a escola. Além disso, estão sendo ministradas palestras de orientação e conscientização diária com as turmas, para que essa atividade não fique apenas na escola, e que seja usada no dia a dia dos alunos.

Para o Professor Evilázio Gonçalves, que junto com os demais profissionais abraçou a ideia, esse é um projeto muito importante para o meio ambiente e para a nossa saúde e deve ser seguido por todos, não só na escola, mas também no dia a dia, em nossas casas e nas ruas da nossa cidade. “É um projeto muito importante para nosso município e em especial para nossa escola, e que deve ser seguido por todos, pois nos da qualidade de vida com mais saúde e claro ajudando o meio ambiente”, disse Evilázio

Ele lembra ainda que esse projeto é do MPE-PB, e que tem a cidade de monteiro como escolhida para dar início ao movimento, e que, se depender da escola, será um projeto contínuo, aplicado diariamente com os alunos. “ Esse é um projeto do MPE-PB, e Monteiro foi escolhida para dar início a esse projeto e nós faremos a nossa parte todos os dias com os nossos alunos”, lembrou Evilázio.

Em relação ao Lixo, para se entender a magnitude da gravidade, dos 223 municípios, apenas 13 possuem aterro sanitário. Outros 19 recorrem a cidades parceiras para dar destino aos resíduos sólidos produzidos pela população local. Já o descarte inadequado dos resíduos sólidos provoca uma série de problemas, principalmente à saúde pública e também ao meio ambiente. Um deles é a contaminação do solo e dos rios. A proliferação de insetos e animais transmissores de doenças também é uma realidade nas áreas próximas aos lixões.

Alunos da Escola Maria do Socorro Aragão deram início na última semana ao Projeto Reciclar, que tem o objetivo de ensinar aos alunos a realizar a coleta seletiva do lixo de forma adequada para o meio ambiente, separando o lixo Orgânico, Reciclável e Rejeitos.

Com a iniciativa da equipe de apoio da escola, foram confeccionados três coletores de lixo com informações impressas em cada um recipiente para que o descarte seja correto. Os coletores despertaram nos professores o interesse em mostrar a importância e levar esse conhecimento para os alunos, sendo desta forma criado o Projeto Reciclar na Escola, com o intuito principal de ensinar a melhor maneira de separar o lixo produzido por cada cidadão.

Entre as atividades realizadas estão: a manutenção das salas de aula com o não descarte de papel ou qualquer outro tipo de lixo no piso da sala, sedo esses descartados em sua lixeira respectiva, além da observação do descarte correto em toda a área que compõe a escola. Além disso, estão sendo ministradas palestras de orientação e conscientização diária com as turmas, para que essa atividade não fique apenas na escola, e que seja usada no dia a dia dos alunos.

Para o Professor Evilázio Gonçalves, que junto com os demais profissionais abraçou a ideia, esse é um projeto muito importante para o meio ambiente e para a nossa saúde e deve ser seguido por todos, não só na escola, mas também no dia a dia, em nossas casas e nas ruas da nossa cidade. “É um projeto muito importante para nosso município e em especial para nossa escola, e que deve ser seguido por todos, pois nos da qualidade de vida com mais saúde e claro ajudando o meio ambiente”, disse Evilázio

Ele lembra ainda que esse projeto é do MPE-PB, e que tem a cidade de monteiro como escolhida para dar início ao movimento, e que, se depender da escola, será um projeto contínuo, aplicado diariamente com os alunos. “ Esse é um projeto do MPE-PB, e Monteiro foi escolhida para dar início a esse projeto e nós faremos a nossa parte todos os dias com os nossos alunos”, lembrou Evilázio.

Em relação ao Lixo, para se entender a magnitude da gravidade, dos 223 municípios, apenas 13 possuem aterro sanitário. Outros 19 recorrem a cidades parceiras para dar destino aos resíduos sólidos produzidos pela população local. Já o descarte inadequado dos resíduos sólidos provoca uma série de problemas, principalmente à saúde pública e também ao meio ambiente. Um deles é a contaminação do solo e dos rios. A proliferação de insetos e animais transmissores de doenças também é uma realidade nas áreas próximas aos lixões.

Postar um comentário

0 Comentários