Rádio Monteiro - Online

Comissão de Fiscalização e Controle do Senado vai investigar denúncia contra Governador Ricardo Coutinho

Ricardo
A Comissão de Fiscalização e Controle do Senado Federal – CMA vai iniciar processo de investigação da denúncia formulada pelo Prefeito de Emas, Segundo Madruga, dando conta de que o Governador da Paraíba, Ricardo Vieira Coutinho (PSB) mandou suspender o atendimento de carros-pipa na cidade porque o Prefeito afirmou que não irá apoiá-lo na eleição do ano que vem, quando tentará a reeleição.
O pedido de investigação partiu do Senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), que foi procurado pelo Prefeito para resolver o problema do abastecimento d’água da cidade, após a suspensão do atendimento dos carros-pipa. Vital disse que o Prefeito Segundo Madruga pediu a sua interseção junto ao Ministério da Integração Nacional.
Vital imediatamente foi ao Ministro Fernando Bezerra e conseguiu resolver a questão de Emas. Ao mesmo tempo, enviou ofícios à Procuradoria Geral da República – PGR, à Controladoria Geral a União – CGU e ao Tribunal de Contas da União – TCU solicitando que os órgãos investigassem a denúncia.
Repercussão da denúncia - O prefeito Segundo Madruga fez a denúncia, na época, nas redes sociais, e diretamente ao Gabinete do Senador Vital, a quem pediu providências para que a cidade não fosse prejudicada. Na época, a denúncia teve grande repercussão na imprensa da Paraíba, fato que contribuiu para a aprovação dos requerimentos do Senador solicitando da CMA uma investigação sobre a denúncia e pedindo que a Comissão também solicite do TCU a investigação.
Vital disse que o comportamento do Governador “fere todos os princípios da Administração Pública e agride a cidadania”. Ele pediu que as instituições investigassem a denúncia e tomassem providências. Os ofícios foram endereçados ao Procurador-Geral da República, Roberto Monteiro Gurgel Santos; ao Ministro-chefe da Controladoria Geral a União, Jorge Hage Sobrinho e ao Presidente do TCU, Augusto Nardes.
“Na qualidade de Senador, representante do Estado da Paraíba, encaminho a Vossa Excelência, para as providências cabíveis, grave denúncia encaminhada a nosso Gabinete por Segundo Madruga, Prefeito Municipal de Emas, envolvendo a destinação de recursos da União, que deveriam ser repassados pelo Governo do Estado aos municípios”, diz trecho do ofício enviado aos órgãos de controle.
“Tendo em vista a preocupante situação da seca em nosso Estado, o Prefeito procurou o Governador para solicitar a ampliação de três para cinco carros pipa a serem fornecidos ao Município, como forma de amenizar o problema. Entretanto, conforme relata Madruga, o Governador não apenas condicionou a ajuda à adesão do Prefeito ao seu projeto político, como, com a recusa do Prefeito, cancelou os três carros pipa que já atendiam ao Município”, afirma o Senador em outro trecho.

0 comentários:

Postar um comentário