Rádio Monteiro - Online

O zagueiro Fábio Bilica, que atua no futebol turco, foi acusado de estupro por uma vizinha menor de idade em João Pessoa, onde o jogador passava férias. O zagueiro Fábio Bilica, que atua no futebol turco, foi acusado de estupro por uma vizinha menor de idade em João Pessoa, onde o jogador passava férias. Segundo a vítima, o atleta a convidou para entrar dentro de seu carro, indo para o Aeroporto de Recife retornar para a Turquia, junto com alguns amigos. Quando chegou no local, porém, todos saíram do veículo, menos Bilica e a menina. Nesse momento o crime ocorreu, segundo a garota. A delegada Maria Rodrigues da Silva, que está cuidando do caso, falou sobre a acusação. "Temos que tratar o caso com muito cuidado. A vítima disse no relato que foi estuprada por Fábio Bilica dentro do carro, no estacionamento do aeroporto, no momento em que ficaram apenas os dois. Mas para ter certeza do que aconteceu, já solicitei as gravações das câmeras de segurança do aeroporto e de seus arredores. Se aconteceu alguma coisa, vamos descobrir", disse a delegada. Bilica, no entanto, nega e afirma que tudo ocorreu de forma consensual. Seu advogado disse que o jogador está sendo vítima de um ¨golpe¨. Um amigo do atleta que compareceu para depor confirmou a versão dada pelo jogador, e disse que a menina não fez nada que não quisesse. Essa não é a primeira vez que o jogador se mete em confusão. Quando atuava na seleção brasileira sub-23, ele foi acusado de ¨corrupção de menores¨, e mais tarde de não pagar pensão alimentícia.

50% da lojas do empreendimento já tinham sido comercializadas. Obras continuam, mas sócios estudam novo conceito.

O projeto de construção do Palm Shopping, considerado o do maior shopping Center de Campina Grande, que já está com as obras em estágio bem avançado, no bairro da Palmeira, foi abortado. De acordo com informações do blog do jornalista Carlos Magno, empreendimento já havia comercializado cerca de 50% das lojas.
Informação não oficial dava conta de que o projeto teria sido abortado por conta de um desentendimento entre os dois sócios Rodolfo Lira e Jair Bilac. Entretanto, de acordo com o blog de Carlos Magno, esse motivo foi negado por Emanuel Nascimento, construtor e responsável pela comercialização das lojas do Palm Shopping. Segundo ele, a sociedade continua e o empreendimento passará por uma mudança de conceito.

Emanuel explicou que a decisão de abortar o projeto do Palm Shopping se deu devido a uma pesquisa de mercado. “Em 2011 foi feito um estudo que detectou que Campina Grande só comporta, até 2014, dois grandes shoppings, considerando, já, o projeto de expansão do Boulevard Shopping”, disse ele.
Com base na pesquisa e, após o anúncio da construção de mais três shoppings em Campina Grande, mesmo já tendo comercializado cerca de 50% das lojas os sócios do Palm Shopping decidiram abortar o projeto. Segundo Emanuel Nascimento, todos os lojistas que haviam adquirido espaços para lojas no Palm Shopping já foram indenizados.

“Todos, inclusive, ficaram muito satisfeitos com a atitude dos sócios e a indenização foi feita de forma tranquila para todos”, disse Manuel. Ele explicou, ainda, que a obra não será paralisada e que, neste momento, os sócios estão identificando potencialidades da cidade para a transformação do projeto do Palm Shopping em outro tipo de empreendimento.

“O projeto do Palm Shopping foi abortado, mas as obras continuam. No local será implantado outro empreendimento, que poderá ser, por exemplo, da área médica; ou algo do tipo Palm Corporation. Será Palm alguma cosia, dependendo do segmento, pois continuaremos com a homenagem ao bairro da Palmeira”, disse Emanuel Nascimento.

De acordo com o site oficial do empreendimento, que ainda está no ar, o Palm Shopping tinha projeto arquitetônico de primeiro mundo, com um “conceito moderno que condiz com a nova fase de crescimento que Campina Grande vivencia”, além de ser “um espaço inovador reservado para lazer, entretenimento, qualidade de vida e também para a geração de grandes negócios”.

0 comentários:

Postar um comentário