Rádio Monteiro - Online

Prefeitura de Monteiro anuncia substituição de casas de taipa por alvenaria na zona rural

Image 
 
Na manhã dessa quarta-feira, 14, foi realizada na Escola Municipal Benícia Alves de Lima, localizada na comunidade rural de Santa Catarina, reunião com os beneficiários do projeto de Melhoria Habitacional para o Controle da Doença de Chagas, que contemplará com a substituição de casas de taipa por alvenaria em diversas comunidades rurais do município.

Na região polarizada pelo assentamento de Santa Catarina serão construídas 20 unidades habitacionais, sendo: duas no sítio Gamileira, quatro no sítio Tingão, três no sítio Macapá, cinco no sítio Olho D´Água do Morcego e seis no sítio Barros.

No total o projeto beneficiará em Monteiro mais de 60 famílias, que terão suas casas de taipa substituídas por alvenaria. Os recursos do convênio são oriundos de emenda parlamentar do Deputado Federal Wellington Roberto, e está sendo executado pelo Cisco – Consórcio Intermunicipal de Saúde do Cariri Ocidental, com recursos da FUNASA e contrapartida financeira da Prefeitura de Monteiro.
 
Image 

Durante seu pronunciamento a Prefeita Edna Henrique, falou da importância das novas moradias para os beneficiários que terão suas casas de taipa substituídas por alvenaria. Ela afirmou que essa ação faz parte de um trabalho integrado de parceria, visando à melhoria da qualidade de vida da população.

O líder comunitário Antônio Maniçoba afirmou durante sua fala que há 20 anos a comunidade buscava uma solução para a substituição de casas de taipa, mas não acontecia.

O vereador Heleno de Amadeu agradeceu a gestão municipal por ter lutado com os parceiros na viabilização de recursos e na garantia de moradias dignas para a população local.
 
Image 

O vereador Toinho de Nequinho declarou que essa ação da Prefeitura de Monteiro mostra o compromisso que a administração tem mantido em prol de quem mais precisa.

As obras de substituição de casas de taipa por alvenaria deverão ter início já essa semana nas localidades anunciadas e a mão de obra a ser aproveitada deverá ser toda local.

0 comentários:

Postar um comentário