Rádio Monteiro - Online

Polícia começa identificar homens que espancaram árbitro em Gurupi

Agressão aconteceu durante uma partida de futebol amador pela Liga Esportiva Tocantins Araguaia (LETA), em Gurupi, no sul do Tocantins

A Polícia Civil deu início às investigações para identificar os agressores do árbitro Geová dos Reis, de 50 anos. A agressão aconteceu durante uma partida de futebol amador em Gurupi, no sul do Tocantins. Em um dos jogos do campeonato da Liga Esportiva Tocantins Araguaia (LETA), no último sábado (2), ele foi espancado (veja o vídeo) logo após apitar o fim da partida. Os agressores foram jogadores do time Jardim dos Buritis, que perdeu por 3 a 2 para o Aeroporto, e um homem que estava fora do campo. Eles estavam irritados com a atuação do juiz que, segundo eles, estava favorecendo o Aeroporto.
No vídeo feito por um integrante da equipe Rádio Nova FM de Gurupi e disponibilizado no youtube, é possível ver as agressões sofridas por Geová, que precisou levar seis pontos no supercílio. O árbitro registrou boletim de ocorrência e no dia seguinte fez o exame de corpo de delito. De acordo com o delegado da 2º DP, João Veloso, que é responsável pelo caso, a maior dificuldade agora é localizar os agressores, já que na ficha da partida está apenas a relação com o nome dos jogadores, sem o endereço.
- O árbitro identificou as pessoas que o agrediram, agora estamos procurando pessoas que os conheçam para descobrir os endereços. Depois que conseguirmos localizar os jogadores e torcedores envolvidos, eles serão intimados para depor - disse o delegado.
Geová, que está se recuperando dos ferimentos e do trauma, disse que espera que a polícia faça as investigações e que os responsáveis sejam punidos o quanto antes. De acordo com o juiz, oito pessoas o agrediram ao mesmo tempo. O árbitro, que também apita partidas da Segunda Divisão do Campeonato Tocantinense, disse que não vai parar.
- Eu sei que estou fazendo o meu trabalho e enquanto ele não estiver prejudicando ninguém, eu vou continuar. E ainda vou apitar os jogos da Liga Esportiva [LETA], até o fim do campeonato - afirmou.
O primeiro jogo de Geová dos Reis, após a agressão, será neste sábado (9), em Alvorada, no estádio Elias Natan Coelho. A partida é entre Alvorada x São José, válida pela 9ª rodada da primeira fase da Segundona Tocantinense.
O caso
Geová dos Reis foi agredido no último sábado (2), quando apitava uma partida de futebol amador da LETA, em Gurupi. O árbitro afirma que precisou interromper a partida aos 27 minutos do primeiro tempo porque um dos jogadores já o ameaçava. A polícia foi acionada, passou pelo local, mas depois saiu novamente.
- O jogo ficou parado por uns 10 minutos, mas como a polícia não chegou, nós continuamos a partida e, no final, quando aconteceu agressão, ligamos mais uma vez e a viatura chegou 20 minutos depois - contou o árbitro.
O presidente da LETA, Wilson Castilho, disse que a liga vai entrar com uma ação criminal contra os cinco jogadores da equipe e mais um torcedor que espancaram o árbitro. O presidente falou que o campeonato acontece há 13 anos e que nunca havia ocorrido um incidente semelhante. Ele afirmou que o campeonato vai continuar, mas os próximos jogos serão no estádio Rezendão, casa do Gurupi, para que haja mais segurança.
De acordo com a PM de Gurupi, uma viatura esteve presente durante a partida de futebol entre as 16h11min e 17h02min, e o jogo acontecia normalmente. Mas a patrulha que estava no local teve que se retirar temporariamente para atender uma ocorrência.

0 comentários:

Postar um comentário