Rádio Monteiro - Online

'Sou do bem', diz paraibana do SBT que desceu a ripa nos bandidos

rachelpequenaApós críticas, a âncora do “SBT Brasil”, Rachel Sheherazade, disse ser “uma pessoa do bem” na edição desta quinta-feira, 6, do telejornal. Na terça-feira, 4, ela havia defendido um a bandidos, posicionando-se a favor dos jovens que detiveram um suposto assaltante, o agrediram e o deixaram nu e preso com uma trava de bicicleta a um poste. O caso ocorreu na sexta, 31, no Rio.
A dupla de apresentadores do “SBT Brasil”, Joseval Peixoto e Sheherazade, comentou a repercussão do caso nas redes sociais. A âncora negou ter defendido a violência. “O que eu defendi foi o direito da população de se defender quando o Estado é omisso, quando a polícia não chega. Isso está na lei. Todo cidadão tem o direito de prender um meliante flagrado em delito”, afirmou. “As pessoas de bem que foram abandonadas à própria sorte porque não tem polícia, não tem segurança pública e elas estão desesperadas, obviamente.”

Peixoto afirmou ontem também que o posicionamento de Sheherazade não reflete a opinião do SBT, que é emitida, segundo ele, por meio de editoriais. “Um princípio geral para todos nós é que é absoluta a liberdade de expressão”, afirmou o jornalista. “E nós não abrimos mão desse direito”, completou Sheherazade.

CRÍTICA DO SINDICATO

Nesta quarta-feira, 5, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro emitiu nota de repúdio a Sheherazade. A nota do sindicato afirma que, em seu comentário no telejornal, Sheherazade “violou os direitos humanos, o Estatuto da Criança e do Adolescente e fez apologia à violência”.

Com Cariri Ligado.

0 comentários:

Postar um comentário