MONTEIRO TV AO VIVO

Conhecido como “FUZIL” homem é preso acusado de matar mais de 200 pessoas em Caruaru


Um integrante da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) suspeito de participação na execução de mais de 200 pessoas foi preso em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O homem, identificado como Renato Carvalho de Azevedo, 28 anos, conhecido como Fuzil dentro da facção, foi encontrado durante uma operação conjunta das polícias Federal e Militar de Pernambuco e de São Paulo realizada da terça-feira (18). Ele estava escondido no bairro de Maurício de Nassau.
De acordo com a Polícia Federal, a localização de Renato e a prisão ocorreram após troca de informações entre os setores de inteligência das polícias estaduais de PE e SP. O suspeito estava residindo temporariamente no Agreste pernambucano e foi encontrado na companhia da esposa e de dois filhos.
Após revistar o apartamento, a polícia apreendeu uma pistola calibre 380 com dois carregadores sem a devida documentação, cerca de 80 munições, seis aparelhos celulares, quatro facas e 70 gramas de maconha. Na garagem do imóvel, havia três carros e uma moto. Todos os veículos apresentavam sinais de adulteração de chassis e foram apreendidos.
Em depoimento na Delegacia de Polícia Federal em Caruaru, para onde Renato foi encaminhado, ele contou ter chegado no município há apenas 15 dias. Antes disso, a família estava escondida em Campinas (SP), já que vários integrantes da facção haviam sido presos na Operação Echelon, deflagrada pela Polícia Civil e Ministério Público de São Paulo.
O integrante da facção criminosa confessou ter pedido a conta de quantos rivais já matou usando arma de fogo e também relatou vários assassinatos por enforcamento de membros da facção que haviam infringido o estatuto do PCC. Renato revelou já ter usado fuzis em vários confrontos, além de ter participado de vários julgamentos dentro do PCC de acordo com as regras internas da organização, durante os quais era decidida a execução ou não do réu.
Segundo a PF, esta é a terceira vez que Renato é preso. Atualmente, há quatro mandados de prisão emitidos contra ele. No momento da prisão, ele revelou que todos os documentos que portava eram falsos. O homem foi autuado em flagrante pelos crimes de posse irregular de armas de fogo, posse de drogas, lavagem de dinheiro e ocultação de bens. Após passar por audiência de custódia, onde foi confirmada a prisão preventiva, o integrante do PCC foi encaminhado pra o sistema prisional de Limoeiro, no Agreste, onde está à disposição da Justiça Estadual de PE.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.