MONTEIRO TV AO VIVO

Mulher é morta na Baixada Fluminense; polícia diz que companheiro confessou o crime


A vendedora Cristiane da Silva Marins, de 38 anos, foi morta na madrugada desta terça-feira (2), no bairro Corte Oito, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense. Segundo a polícia, seu companheiro, Alexandre França dos Santos, confessou o crime. Ele foi preso na Lapa, na região central do Rio, à tarde.

A polícia também afirma que Alexandre, que cumpria liberdade condicional, foi preso por outro feminicídio.

A vendedora vivia com Alexandre há pouco mais de um ano. Os dois se conheceram pela internet enquanto Alexandre estava preso. Ele dizia cumprir pena por ter matado o homem que estuprou sua irmã. Segundo a polícia, era mentira.

A família de Cristiane só descobriu o crime porque a vendedora faltou ao trabalho, conseguido pelo irmão e onde ela tinha começado na segunda (1º). Ele falou com os vizinhos, que arrombaram a casa onde Cristiane e Alexandre moravam. O corpo dela estava no quarto do casal, no chão, com sinais de estrangulamento.

Vizinhos disseram que Alexandre saiu de casa na manhã de terça-feira e ainda cumprimentou quem estava na rua. “Tomou banho, se arrumou, botou a mochila nas costas e foi como se fosse trabalhar”, diz a irmã de Cristiane.

No fim da tarde, Alexandre foi parado por PMs na Lapa. Os policiais disseram que ele estava drogado e confessou o crime ao ser abordado.

“Ele tá preso, mas não adianta. Minha irmã o ajudou, tirou ele lá de dentro, pagou advogado, quis dar uma vida melhor pra ele. E olha, enfim, onde ela foi parar”, lamenta a irmã.

“Ela era uma pessoa que dava amor, dava carinho, só falava coisas boas. Era um neném para a gente”, lembra.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.