Acusado de estupro, polícia vai à concentração da seleção atrás de Neymar


A Polícia Civil foi à Granja Comary, centro de treinamento da seleção brasileira, na manhã deste domingo (2), para buscar informações sobre a chegada de Neymar. O atacante está sendo acusado de estupro. Na noite de sábado para domingo, Neymar foi às redes sociais para se defender e falou que foi vítima de uma armadilha.

No momento em que os policias foram à concentração da seleção brasileira, o jogador ainda não estava no local. O Ministério Público de São Paulo também acompanha o caso para dar os próximos passos na investigação.

Os policiais foram recebidos pelo chefe de segurança e pelo administrador da Granja e ouviram que o atleta se reapresentaria mais tarde. Pouco depois, o atacante desembarcou na concentração em seu helicóptero ao lado de Thiago Silva, Daniel Alves e Arthur.

A seleção brasileira volta aos treinos hoje à tarde depois da folga dada a todo o elenco após o treino de ontem. Os atletas puderam deixar a concentração para acompanhar à final da Liga dos Campeões. A seleção se prepara para Copa América no Brasil.

VERSÃO DO JOGADOR

O jogador publicou um vídeo em sua conta no Instagram com a sua versão sobre o caso. “Foi uma armadilha e acabei caindo. Que isso sirva de lição daqui em diante”, disse o jogador em um vídeo postado na internet.

A postagem tem pouco mais de sete minutos e Neymar diz que foi “pego de surpresa” com a notícia.

“O que aconteceu foi totalmente ao contrário do que dizem. Eu estou muito chateado, mas a partir de agora eu vou expor tudo.”, disse o atleta.

Neymar publicou também imagens das conversas com a mulher que o acusa de estupro. As mensagens seriam a prova de que os dois eram íntimos e que a relação sexual ocorre com consentimento.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.