Rádio Monteiro - Online

Principais escolas estaduais do Cariri estão com atividades paralisadas após greve dos professores

Professores das cidades de Sumé, Monteiro, Serra Branca, Prata e São João do Cariri estão de braços cruzados. Os profissionais entraram em greve para lutar por uma melhoria salarial além de outros direitos que beneficiam a categoria.

A expectativa da direção do SINTEP no Cariri, representado por uma de suas coordenadoras Paula Francinete, é que mais municípios confirmem adesão ao movimento grevista e não há previsão de retorno das atividades. “A nossa mobilização está surtindo efeito e mais escolas estão participando da greve. As principais escolas estaduais do Cariri estão com as atividades paralisadas. A classe está unida e fortalecida com o objetivo de lutar por nossos direitos”, relatou.

O movimento grevista não exige apenas um reajuste salarial, mas sim uma melhoria no Plano de Cargo Carreira e Salário, para que os profissionais possam ter condições melhores de exercer suas atividades. “Nós temos que nos valorizar e o estado tem que dar o devido reconhecimento ao nosso trabalho. Para que assim possamos cumprir com nosso dever de educar”.

Já os professores contratados estão voltando as atividades, mas muitos efetivos denunciam que eles estão sendo ameaçados a fazer isso para não perder o emprego. De acordo com a professora Fabiane Calixto, que leciona na Escola Vasconcelos Brandão em Serra Branca, os pró-tempores decidiram romper com a greve pois não iam ser beneficiados. “Essa paralisação poderia prejudicar o calendário escolar. Nós respeitamos os colegas efetivos que estão lutando pelos seus direitos, mas infelizmente 
não vamos ser beneficiados com a greve porque somos servidores temporário”.

No caso particular de Serra Branca, a partir desta quarta-feira (08), os professores contratados da Escola Vasconcelos Brandão, estão retomando as atividades. Desse modo, os alunos vão ter aulas de maneira parcial. Já os profissionais da Escola Senador José Gaudêncio continuam em greve por tempo indeterminado.

Uma nova assembleia deverá acontecer na próxima sexta-feira para que os rumos do movimento sejam decididos e as negociações continuem.

0 comentários:

Postar um comentário