Rádio Monteiro - Online

Diminui número de pessoas contaminadas com vírus da dengue em Monteiro

A intensificação da campanha de combate ao Aedes Aegyptis, mosquito responsável pela transmissão do vírus da dengue, chikungunya e zica, começou a obter resultados positivos em Monteiro, segundo dados obtidos junto a Secretaria de Saúde do município.

Nos últimos dias o número de pessoas acometidas pelo vírus diminuiu consideravelmente, graças a intensificação da campanha de combate ao mosquito realizada pela Prefeitura de Monteiro, através da Secretaria de Saúde e dos demais órgãos municipais que nos últimos 30 dias formaram um verdadeiro exército na luta pela eliminação do mosquito.

Segundo informações obtidas com a Diretora da UPA 24 Horas, Ana Paula, nos últimos dias de 2015 e nesta primeira semana de janeiro de 2016 as consultas médicas e os internamentos de pacientes com suspeitas de contaminação pelo vírus da dengue, chikungunya e zica caíram em torno de 20% e a tendência é que continue caindo no decorrer dos próximos dias, graças às ações que estão sendo realizadas pela Secretaria de Saúde do município.

“A tendência é de que estes números diminuam ainda mais gradativamente, semana após semana, pois as ações de combate à proliferação do mosquito são o passo essencial para que a situação seja contornada”, disse a diretora da UPA, a enfermeira Ana Paula.

Ainda preocupada coma situação, mas, satisfeita com os resultados obtidos nos últimos dias, a secretária de Saúde Anna Lorena disse que os números recentes são positivos. “Nossa meta é bem mais abrangente. A Secretaria de Saúde não vai descansar, e contando com toda a estrutura que a Prefeitura Municipal está nos oferecendo através das demais secretarias, além de contarmos com a compreensão e participação da população, vamos voltar à normalidade, superando todos estes problemas de saúde que está ocorrendo em diversos municípios do Nordeste e de outras regiões do país”, disse a Anna Lorena.

A secretaria lembrou que a população tem colaborado com as ações abrindo suas casas e sendo mais vigilantes. Mas, apela para que esse trabalho não pare, pois, é necessário à rotina semanal nessa busca de não deixar criar focos evitando com isso o aumento e a proliferação do Vetor.

Anna Lorena disse que sua principal preocupação é com a falta de apoio por parte de uma pequena parcela da população, que insiste em manter ambientes com focos de proliferação do Aedes Aegyptis. “Não basta o poder público fazer o seu papel, é importante, muito importante que a população de Monteiro colabore e ajude na eliminação dos focos, que na maioria estão em suas residências”, alertou.

0 comentários:

Postar um comentário