Exame descarta suspeita de morte por H1N1 em cidade do Cariri


A suspeita da morte de uma jovem por vírus do H1N1 foi descartada na cidade de Zabelê, no Cariri da Paraíba. A informação foi passada para a imprensa nesta terça-feira (18), após resultado dar negativo para H1N1 e H3N2. O município teve o primeiro caso confirmado do vírus super potente em 2016. O exame foi realizado no Estado do Pará, de acordo com a Secretaria de Saúde do município.

A jovem que faleceu aos 28 anos apresentava os sintomas idênticos aos causados pelos vírus. Segundo a Secretaria de Saúde, a campanha de vacinação foi realizada ultrapassando a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. Novas doses, com lotes de 50 vacinas, foram enviadas para a cidade. No entanto, o estoque está zerado e não há previsão para novos envios.

H1N1 – A gripe H1N1, ou influenza A, é provocada pelo vírus H1N1, um subtipo do influenzavírus do tipo A. Ele é resultado da combinação de segmentos genéticos dos vírus humano da gripe, da gripe aviária e da gripe suína, nome pelo qual ficou conhecido o vírus inicialmente, porque infectou porcos simultaneamente.

O período de incubação do H1N1 varia de três a cinco dias. A transmissão pode ocorrer antes de aparecerem os sintomas. Ela se dá pelo contato direto com os animais ou com objetos contaminados e de pessoa para pessoa, por via aérea ou por meio de partículas de saliva e de secreções das vias respiratórias. Experiências recentes indicam que esse vírus não é tão agressivo quanto se imaginava.

Sintomas – Os sintomas da gripe H1N1 são semelhantes aos causados pelos vírus de outras gripes. No entanto, requer cuidados especiais a pessoa que apresentar febre alta (acima de 38ºC ou 39ºC), de início repentino, dores muscular, de cabeça, de garganta e nas articulações, irritação nos olhos, tosse, coriza, cansaço, vômitos e diarreia.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.