MONTEIRO TV AO VIVO

MPF cobra ao Ibama medidas para minimizar danos provocados por óleo no litoral da Paraíba


O Ministério Público Federal (MPF) expediu, nesta terça-feira (15), um ofício direcionado ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para que informe, em até dez dias, as medidas que estão sendo tomadas pela instituição, na Paraíba, para minimizar os danos ambientais provocados pelo vazamento de petróleo no litoral paraibano.


Lista de praias atingidas pelas manchas de óleo no Nordeste
Veja o que se sabe sobre as manchas de óleo em praias do Nordeste

Além do pedido de resposta sobre providências, o MPF informou também que há um procedimento instaurado em João Pessoa para apurar a origem, o impacto e a responsabilidade da poluição provocados pelo piche encontrado na orla paraibana.

Desde o início de setembro deste ano, manchas de óleo têm aparecido nas praias do Nordeste. Na Paraíba, segundo levantamento divulgado pelo Ibama, nesta terça-feira, há pelo menos 16 praias atingidas pelo produto.

O Ibama informou, em nota, também nesta terça-feira, que faz o monitoramento ambiental e a gestão da emergência no caso das manchas de óleo que atingiram as praias do Nordeste. Desde o dia 02 de setembro o Instituto estabeleceu uma série de ações, junto ao Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, Marinha e Petrobras.

O objetivo das medidas é investigar as causas e responsabilidades do despejo, no meio ambiente, do petróleo que atingiu o litoral nordestino. Ainda segundo a justificativa, o órgão "realiza a avaliação do impacto ambiental e dá direcionamento de ações de resposta à fauna, bem como orienta sobre a destinação de resíduos e sobre a remoção do óleo, definindo prazos das ações de limpeza e quais os ambientes devem ser priorizados”.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.